terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mudam-se os tempos e com ele temos que fazer escolhas.
Se são escolhas certas ou não, só o tempo irá dizer, e eu só espero que já não seja tarde.
Antes que eu visse, eu disse, e eu não pude acreditar, mas você pode ter certeza, que seu telefone irá tocar, eu só queria te contar, que nada mudou, e que foi apenas uma decisão.
Sinto sua falta, dos seus carinhos, dos depoimentos, das mensagens, das ligações, das declarações, do modo de olhar, de como você me tratava, do beijo enfim, eu sinto sua falta e é estranho.
Estranho? Seria sim! Se eu não me apaixonasse por você.
Queria sumir, preferia me ver chorando, ao invés de ter magoado você, que ainda és o que eu quero, que é a minha certeza e a minha incerteza, sabe.. eu tenho medo.
Quero ir para um lugar escuro, onde ninguém me ouve, e quando chegar a noite e eu poder chorar, mas sei que há uma luz do túnel dos desesperados, e logo vou chegar, e lá estarei esperando por você, só não vá demorar. Pois são tantas marcas que já fazem parte do que eu sou agora, mas eu sei me virar, sei também que não acabou. Nada vai conseguir mudar o que ficou em mim, e quando tento pensar em alguma coisa me vem você a cabeça, e mesmo com todos esses motivos pra deixar tudo como foi feito, não vou desistir, mas também não vou tentar agora, não sei, tanto faz, mas não estou indo embora.

Um comentário:

  1. Não se sinta assim!
    a males que vem para o bem!
    e eu te amo.

    ResponderExcluir